top of page

Passeios em Ilhabela - Praia de Castelhanos - Mar/Terra

Equipamentos: vai de barco volta de jeep -  Início: 11h  -  Término: 17h30

Praia de Castelhanos Ilhabela

Breve descritivo:

Trajeto de barco pela costa norte da Ilha com destino à praia de Castelhanos

  - parada de 30 minutos para banho nas praias da Fome e Eustáquio

  - parada para almoço, não incluído, e estada na praia de Castelhanos

  - às 16h será feito o embarque no jeep para retorno por dentro do Parque Estadual de Ilhabela

Recomendações para este passeio em Ilhabela:

Recomendamos levar protetor solar, repelente em creme, toalhas de praia e boné.

 

Dica: Máscara para mergulho, snorkel e Stand Up Paddle poderão ser alugados em nossa base na Praia de Castelhanos.

Descritivo completo:

MAR: Nessa primeira etapa do passeio você conseguirá ver Ilhabela do mar e conhecer três lindas praias.

 

Embarcaremos às 11h na praia do Perequê, numa lancha modelo “flex-boat”, navegando sentido norte da Ilha, quando observaremos várias praias, entre elas: Engenho d' Água, Vila, Armação, Pacuíba, Jabaquara, Fome, Caveiras, Serraria, Guanxumas e Gato.

 

O primeiro desembarque será na Praia da Fome, permaneceremos 30 minutos. De apenas 150m de extensão, possui uma colônia de pescadores e uma residência-sede de fazenda da época do Brasil colonial. Com águas sempre cristalinas, é indicada para mergulho livre, com possibilidade de observação de estrelas do mar e algumas variedades de peixes.

 

Em seguida iremos para a Praia do Eustáquio, lado leste de Ilhabela, onde o acesso somente é possível pelo mar. Com 80m de extensão, é uma praia abrigada e de grande beleza natural.

 

Depois de 30 minutos, seguiremos para a Praia de Castelhanos. Com 2 km de extensão, possui trechos com ondas tranquilas ou agitadas, com possibilidade de pratica de surf ou stand up paddle. Também propicia a você, sua família e amigos, a prática de vários esportes: mergulho, pesca-artesanal e Cooper, dentre outros. Na parte sul dessa praia há uma linda ilha – a Ilhota de Castelhanos, perfeita para a prática de mergulho livre e, por que não, para aquela foto, com cara de cartão postal, que fará boa inveja a todos os amigos e familiares!

 

Possui boa infra-estrutura de quiosques, com saborosa culinária caseira. Foi apontada pelo guia quatro rodas, como uma das praias mais bonitas do Brasil.

 

TERRA: Nessa segunda e última etapa, aproximadamente, às 16h, trocaremos de equipamento, para um veículo 4x4, para retornar a praia do Perequê, pela estrada de Castelhanos, que liga a praia a cidade, cortando Ilhabela de leste a oeste.

 

Numa travessia de um pouco mais de uma hora, dentro do Parque Estadual de Ilhabela, por entre a Mata Atlântica, em estrada de terra e pedras - antigo caminho de tráfico de escravos, iremos para o lado oeste de Ilhabela, face oposta à praia de Castelhanos.

 

A rica fauna da Mata Atlântica é composta por aves (papagaio, periquitos diversos, tucano, tié-sangue, jacutinga, macuco e etc.), mamíferos (esquilo, macaco, saruê, gato do mato e etc.), anfíbios, répteis e marsupiais.

 

A flora não deixa por menos: é magnífica! Com orquídeas, palmeiras, bromélias, samambaias e etc. Ou seja, a biodiversidade característica da exuberante Mata Atlântica em toda sua plenitude a sua disposição. Afinal de contas, Ilhabela preserva mais de 85% da sua Mata Atlântica e tem muito orgulho disso!

 

Na subida da estrada, que durará cerca de 30 minutos, passaremos por diversos pontos, que foram nominados pela população local durante anos e anos de uso dessa trilha, tais como: Morro do Sabão e Mãe D´água, Volta Grande e Cachoeira do Chuveirinho, dentre outros.

 

O cume da estrada - cerca de 700m de altura do nível do mar, também é um ponto muito interessante, com cenário deslumbrante, de tirar o fôlego. Entretanto, a visualização dependerá das condições de luz e climáticas do momento.

 

Represa da Cachoeira da Água Branca – principal fonte de água doce da população de Ilhabela, e Portal do Parque Estadual, são alguns dos vários pontos atrativos desse percurso.

 

Chegaremos à cidade por volta das 17h30, findando o passeio, com muitas histórias pra contar e um gosto de “Quero mais!”.

bottom of page